A. M. Pires Cabral nasceu no concelho de Macedo de Cavaleiros em 1941. É licenciado em Filologia Germânica pela Universidade de Coimbra.

A sua actividade literária estende-se pelas áreas da poesia, ficção, teatro, crónica e organização de antologias. Estreou-se em 1974 com Algures a Nordeste, poesia, e tem publicadas para cima de 50 obras.

Recebeu os seguintes prémios literários: Círculo de Leitores 1983, com Sancirilo; Prémio D. Dinis 2006, com Douro: Pizzicato e chula e Que comboio é este; Grande Prémio de Literatura DST 2008, com O Cónego; Prémio de Poesia Luís Miguel Nava 2009, com As têmporas da cinza; Prémio de Poesia do PEN Clube 2009, com Arado; Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco APE / C. M. de Vila Nova de Famalicão 2010, com O porco de Erimanto; e Prémio Autores SPA 2014 (Melhor Livro de Poesia), com Gaveta do Fundo.

Livros publicados na Âncora Editora:

Língua Charra - Regionalismos de Trás-os-Montes Vol. I

Língua Charra - Regionalismos de Trás-os-Montes Vol. II

A Loba e o Rouxinol

O Diabo Veio ao Enterro

Aqui e Agora Assumir o Nordeste

Páginas de Caça na Literatura de Trás-os-Montes