Paulo Borges é professor de Filosofia, e investigador do Centro de Filosofia, na Universidade de Lisboa. Membro da Academia Brasileira de Filosofia. Sócio fundador do Instituto de Filosofia Luso-Brasileira. Ex-presidente e membro da Direcção da Associação Agostinho da Silva.

Co-fundador e presidente do Círculo do Entre-Ser. Doutor Honoris Causa pela Universidade Tibiscus de Timisoara, Roménia, em 2017. Recebeu o Prémio Ibn Arabi – Taryumán 2019, atribuído pela Muhyiddin Ibn Arabi Society Latina.

Autor de centenas de conferências, artigos e outros textos em revistas científicas e obras colectivas, publicados em Portugal, Espanha, França, Itália, Inglaterra, Alemanha, Roménia, Turquia, EUA e Brasil. Autor de 54 livros de ensaio filosófico, aforismos, poesia, ficção e teatro. Mais recentes: Descobrir Buda; O Teatro da Vacuidade ou a impossibilidade de ser eu; É a Hora! A mensagem da Mensagem de Fernando Pessoa; Nietzsche, Pessoa e Freud (com Nuno Ribeiro e Cláudia Souza); Entraña Extraña, Madrid; Quem é o Meu Próximo?; O Coração da Vida; Outro Portugal Existe; A “Ode Marítima” de Álvaro de Campos (com Cláudia Souza et Nuno Ribeiro); Agostinho da Silva. Uma Antologia Temática e Cronológica; A Renascença Portuguesa. Tensões e Divergências (com Bruno Béu); Do Vazio ao Cais Absoluto ou Fernando Pessoa entre Oriente e Ocidente; Meditação, a Liberdade Silenciosa; O Apocalipse Segundo Fernando Pessoa e Ofélia Queirós; Vazio e Plenitude ou o Mundo às Avessas; Raphael Baldaya: fragmentos de uma personalidade pessoana (com Cláudia Souza e Nuno Ribeiro); Fernando Pessoa. Rafael Baldaya, el Pessoa hermético y ocultista (com Cláudia Souza e Nuno Ribeiro), Madrid; The Apocalypse according to Fernando Pessoa and Ofélia Queirós, Londres.


Livros publicados na Âncora Editora:

Descobrir Buda

Tempos de ser Deus. A espiritualidade ecuménica de Agostinho da Silva

Agostinho da Silva - Uma Antologia Temática e Cronológica

Do Vazio ao Cais Absoluto ou Fernando Pessoa entre o Oriente e o Ocidente

Vazio e Plenitude ou o Mundo às Avessas

Presença Ausente - A Saudade na Cultura e no Pensamento Portugueses