Adeus Até ao Meu Regresso

24,50 € cada Peso: 603 g
Largura: 150 mm
Altura: 230 mm


+

Especificações

978 972 780 347 7
408
1.ª

Mário Beja Santos

Em Que a literatura da guerra colonial ganhou identidade e autonomia é a razão de ser deste livro, que fala quase exclusivamente dos ex-combatentes portugueses, a partir de meados dos anos 60 até hoje. Mas inclui incursões de outra índole: estudos militares, excursos históricos, reportagens, olhares da memória, visitas depois da guerra. As surpresas não param: histórias de unidades militares, livros reformulados, olhares sobre o passado, perpassados de nostalgia ou melancolia. Até ao lavar dos cestos, até estar vivo o último militar que combateu na Guiné, há que contar com as surpresas da vindima. Podemos estar à espera de literatura de todo o género, devemos estar preparados para surpresas dessa gente que, décadas atrás, caminhou na farroba de lala, entre cipós e tabás, patinhando no tarrafo, que guardou na memória das emboscadas em florestas secas densas e que resistiu à fúria das flagelações, aos gritos dos feridos e aos lamentos de quem perdeu, mesmo ali ao pé, os camaradas e os entes queridos. Este género literário está muito longe de ter fechado para obras, nenhum investigador pode deixar de estar atento a estes romances, memórias, poesia, diários. Porque a fantasia muitas vezes disfarçou-se da cruenta realidade, jamais esquecida.