Diários da Brevidade

16,00 € cada Largura: 15 cm
Altura: 23 cm


+

Especificações

978 972 780 625 6
224
1.ª edição - Novembro de 2017

Pedro Barroso

 (…) Este livro congrega, pois, – de forma pouco arrumada e sem respeitar grandes cânones ou dogmas literários… – escritos vários, maioritariamente publicados em “posts” no decantado “facebook” e em colaborações dispersas por livros, “sites”, jornais, revistas, “blogs”, intervenções públicas e outros disseminados contributos. É um coligir de alma dispersa, uma amálgama de nadas e de tudos. Um deplorável turbilhão. Devem ser lidos tal como surgem – avulso. Cada um por si tenta levantar tema, expressar opinião e quando possível, encerrar algum remate opinativo. Alguns temas foram repetidos pois, sendo-me mais caros e basilares, mais vezes os abordo. Mas esta abordagem, não respeitando qualquer sequenciamento novelístico, surge em dias e ópticas diversas, sujeitas a novos detalhes e enfoques, conforme o dia e o calendário lunar. O mesmo sol pode inspirar um conto, ou uma memória; a mesma dúvida pode levar-me ao poema, ou à divagação mais esdrúxula. Não me controlo. Era o que faltava. Coisas da minha passagem pela vida de autor e artista tornam-se, muitas vezes, memórias que se não perdem nunca; há que registá-las como testemunhos de um tempo difícil mas generoso. Nalguns casos constituem documento único, penso eu, de muitas estradas percorridas e de muita “gente que foi gente” e merece constar pelo seu contributo. Marcante ou incidental. Breve inventário. Dela portantemente falo.(…)

Pedro Barroso,
do Prefácio