Sara F. Costa, autora de quatro livros de poesia, dois editados pela Âncora Editora “O Sono Extenso” (2011) e “O Movimento Impróprio do Mundo” (2016) foi este ano convidada a participar neste ciclo de debates e leituras pela organização da décima edição do Festival Internacional de Poesia e Literatura de Istanbul. Este é um festival que tem colocado Istanbul como uma capital cultural e literária no mundo e promovido o diálogo intercultural sobretudo entre a literatura europeia e a literatura turca. Por este festival já passaram nomes como o poeta esloveno Tomaž Šalamun, o poeta, romancista e ensaísta ucraniano Adam Zagajewski, e o poeta e guionista de TV, David Harsent. Sara F. Costa é a terceira portuguesa a ser convidada para participar neste festival. Depois de José Saramago em 2007 e Luis Filipe Sarmento em 2016, a aposta vai para a poesia contemporânea. Segundo o organizador Cenk Gultekin “A literatura portuguesa encontra-se pouco representada no continente europeu, devido à falta de fundos e de políticas culturais efetivas” acrescenta que nesta edição estão a tentar “dar passos no sentido de promover os talentos emergentes”. José Saramago esteve na estreia deste festival em 2007 e juntamente com outros autores que ali conheceu, ajudou a fundar o Parlamento de Escritores Europeus. O Festival Internacional de Poesia e Literatura de Istanbul nasce da ideia conjunta de três poetas turcos: Adnan Ozer, Tuğrul Tanyol e Metin Celal. O objetivo era erguer um festival literário europeu permanente em Istambul. Neste momento existem seis festivais de literatura em Istanbul, sendo este o mais antigo.  

Şiir Festivali